O estado de São Paulo vêm apostando fortemente em geração de energia a partir do Sol!

Primeiro, veio a usina de Tanquinho em Campinas, com potência de 1MWp seguida de perto pela usina fotovoltaica da Universidade de São Paulo.

Agora, em 2017, é a vez da zona oeste paulista contribuir para a preservação do meio ambiente: serão 40 postes para iluminação a partir de energia fotovoltaica instalados no Parque Villa Lobos, que contará também com uma central de 9kWp, e estacionamento solar para 264 veículos no Parque Cândido Portinari, ambos projetos liderados pela Companhia Energética de São Paulo – CESP.

Estas plantas fotovoltaicas serão capazes de atender à demanda energética de ambos parques e ainda gerar um excedente que será cedido à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, para consumo em suas instalações.

Apesar disso, os parques permanecem conectados à rede da AES Eletropaulo para consumo da energia nos momentos de grande nebulosidade, ou mesmo a noite, quando o sistema fotovoltaico não consegue atender à necessidade de energia do local que então é abastecido pela concessionária no regime de compensação de energia, previsto pela ANEEL desde 2012.

De acordo com o site do Governo do Estado de São Paulo, o objetivo do empreendimento é estudar os aspectos regulatório, econômico, técnico e comercial da energia solar, além de aproveitar as informações da geração para pesquisas acadêmicas que venham a viabilizar futuros projetos em instalações urbanas.

A iniciativa conta com a participação das empresas RTB Energias Renováveis, AES Eletropaulo e apoio das Secretarias de Energia e Mineração e do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

A reportagem na íntegra pode ser conferida aqui!